A educação financeira melhora a relevância do valor dos números contábeis

-

Página 1

1www.congressousp.fipecafi.orgA educação financeira melhora a relevância do valor dos números contábeis?MARILIA PINHEIRO OHLSONUniversidade de São PauloMARCIA FIGUEREDO D ‘SOUZAUniversidade estadual baianaGERLANDO AUGUSTO SAMPAIO FRANCO DE LIMAUniversidade de Illinois em Urbana-ChampaignRESUMONeste estudo, procuramos analisar o impacto da literacia financeira na relevância do valor deinformação contábil. A relevância do valor foi determinada usando a regressão de preçoModelo (PRM), que relaciona os preços das ações em função do valor contábil por ação e o lucropor compartilhamento. Como proxy para educação financeira, usamos o indicador de educação financeira estabelecidoe publicado pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE,2016), que aborda, entre outras questões, conhecimento financeiro, comportamento financeiro eatitudes em relação ao planejamento de longo prazo. Usando uma amostra de 15.371 empresas de 27 países(das 30 para as quais o indicador foi calculado), totalizando 71.534 observações, foiidentificou que a literacia financeira, medida pela OCDE, não aumentou a relevância dainformações contábeis relativas ao preço das ações, considerando todos os países. Segregando oamostra entre países emergentes, segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI)classificação, e as demais, identifica-se que para o grupo de países desenvolvidosalfabetização aumenta a relevância de valor das informações contábeis, porém para emergentespaíses tal efeito não ocorre. O presente estudo contribui para a relevância do valorliteratura, indicando outros fatores que podem impactá-la, e também contribui para a discussãosobre a importância dos conceitos e conhecimentos contábeis sendo incluídos nas finançasiniciativas de educação. Os países emergentes podem usar esses resultados para reavaliar suasiniciativas de educação. A crescente adoção de modelos de aposentadoria que incluem self-madea economia reforça essa importância, pois os indivíduos serão mais responsáveis ​​por seusdecisões financeiras.Palavras-chave: relevância do valor; educação financeira; letramento financeiro


Página 2

2www.congressousp.fipecafi.org1. INTRODUÇÃORelevância de valor das informações contábeis pode ser definida como o poder explicativo devariáveis ​​contábeis, especialmente lucro e valor contábil do patrimônio líquido em relação ao preço das açõese retornos (Ali e Hwang, 2000). Do artigo seminal de Ball e Brown (1968), queapresentaram evidências de que os retornos das ações respondem às informações contábeis, vários trabalhos têmconseguiu estabelecer uma relação positiva entre as informações contábeis e o estoquepreços e retornos (Barth, 1994, Elliott & Hanna, 1996, Aboody & Lev, 1998).Após os artigos iniciais de relevância de valor tradicional, os estudos começaram a avaliar oinfluência de outros fatores nesta relação, seja influenciando-a ou moderando-a. Parapor exemplo, ativos e passivos de pensões mensurados pelo valor justo de pensões e outrosobrigações de aposentadoria (Amir, 1993), a estimativa de títulos de dívida e ações pelos bancose companhias de seguros (Barth, 1994; Ahmed & Takeda, 1995, Barth, Beaver & Landsman,1996), o valor justo dos derivativos (Venkatachalam, 1996), mudanças sistemáticas no valorrelevância dos lucros e valores contábeis ao longo do tempo (Collins, Maydew & Weiss, 1997), nãoativos financeiros intangíveis (Aboody & Lev, 1998), a associação entre lucros contábeise valores (Fillip & Raffournier, 2010), o efeito da concentração de propriedade e tamanho da empresasobre a relevância do lucro e valor contábil (Chandrapala, 2013) e o efeito da obrigatoriedadeadoção do IFRS sobre valor de relevância dos lucros e valor contábil do patrimônio líquido, na Ásia eRegião africana (Chebaane & Othman, 2014) foram alguns trabalhos que estudaram a reflexão deas variáveis ​​relacionadas na relevância do valor.Em um estudo recente, Elbakry, Nwachukwu, Abdou e Elshandidy (2017) compararam orelevância do valor das informações contábeis após a adoção obrigatória do IFRS na Alemanhae no Reino Unido. Os autores, no primeiro momento, utilizaram o modelo básico de regressãode Ohlson (1995), considerando o valor contábil por ação e o lucro por ação. Depois elesmodificou o modelo incluindo as variáveis ​​de alavancagem financeira e pagamento de dividendos e,finalmente, aplicou um modelo de avaliação de patrimônio estendido, adicionando ao mesmo tempo um grupo defatores contábeis e macroeconômicos. Os resultados foram divergentes, demonstrando que a contabilidadee fatores macroeconômicos modificam a relevância do valor.Kimball e Shumway (2006) e Van Rooji, Lusardi e Alessie (2011) têmidentificaram que um maior grau de educação financeira está relacionado a uma maior propensão a investirno mercado de ações. Além disso, Calvet, Campbell e Sodini (2007), em um estudo na Suíçamercado, apontou que investidores com ensino superior tendem a fazer melhores escolhas nomercado de ações. Bellofatto, D’Hondt e De Winne (2018) apontam que a educação financeiraleva os investidores a investir com mais sabedoria, também fazendo melhores escolhas.Diante desses resultados, este estudo busca contribuir com a literatura de relevância de valor porverificar se um fator externo pode impactar a relevância dos números contábeis.Considerando que a educação financeira aumenta a propensão a investir em ações, quea educação leva a melhores escolhas de investimento e que a contabilidade, especialmente após a adoçãodo IFRS, reflete a situação econômica das empresas (Barth, Landsman & Lang, 2008). Isto éhipótese de que a educação financeira de um país pode influenciar a relevância da contabilidade,já que o mercado teria participantes mais informados.Nesse contexto, este artigo busca elucidar o seguinte problema de pesquisa: o que é aimpacto da educação financeira na relevância do valor das informações contábeis? Para fazerassim, foi utilizado o modelo de Ohlson (1995), avaliando o Price Regression Model (PRM)de acordo com Onali, Ginesti e Vasilakis (2017). Como medida de educação financeira, usamoso indicador publicado pela OCDE em 2016. A amostra foi segregada entre países com

-ad-


Página 3

3www.congressousp.fipecafi.orgeducação financeira superior e países com educação financeira mais baixa, com base na medianados 27 países analisados.Como resultado, identificamos que a alfabetização financeira, medida pela OCDE, nãoaumentar a relevância das informações contábeis (lucro por ação e valor contábil) sobrepreços das ações, considerando a magnitude e a importância dos parâmetros e davariáveis ​​independentes, medidas por, conforme sugerido por Holthausen e Watts (2001).No entanto, considerando apenas os países desenvolvidos, segundo o International MonetaryClassificação do Fundo (FMI) (2017), alfabetização financeira aumenta a relevância da contabilidadeem formação. Para os países emergentes, esse efeito não foi comprovado.Os resultados, portanto, contribuem para ampliar a discussão sobre a relevância do valor e avários grupos de informações financeiras. Chama a atenção da área científica emcontabilidade para buscar elementos novos e macroeconômicos, como educação financeira nos paísescom cultura, educação e maturidade financeira diferenciadas, de forma a obter umacompreensão da relevância dos valores contábeis como ferramenta para a tomada de decisão nofinanceiro, cada vez mais complexo e em expansão.Assim, esta pesquisa está dividida em mais 4 seções além desta introdução. Na seção2, discutimos os conceitos de relevância de valor e educação financeira e sua relaçãocom o mercado de ações. A seção 3 apresenta a metodologia e a amostra de dados utilizada. Na seção 4,os resultados são apresentados e discutidos e a seção 5 conclui o estudo, apresentando seuslimitações e sugestões para pesquisas futuras.2. REVISÃO DE LITERATURA E HIPÓTESE2.1. Literatura de value relevantDe acordo com Barth, Beaver e Landsman, (2001) a relevância do valor é um empíricooperacionalização que considere e integre os critérios contábeis de relevância econfiabilidade. A existência de uma relação significativa entre o valor contábil e os preços das ações énecessário para que os valores reflitam informações relevantes para os investidores realizarem a avaliaçãodas empresas. Além disso, a medição suficientemente confiável do valor contábil refletenos preços das ações, o que promove o diferencial das decisões dos usuários dodeclarações financeiras.Os estudos que discutem a relevância do valor são classificados em três categorias, de acordo comHolthausen e Watts (2001): i) associação relativa – compare a associação entre açõesvalores de mercado (ou alterações de valores) e medidas alternativas do resultado final; ii)associação incremental – investigue se o número de interesse é útil para explicar os valoresou retorna, dadas outras variáveis ​​especificadas (este número é normalmente considerado relevante se foro coeficiente de regressão estimado é significativamente diferente de zero); e iii) conteúdo deinformações marginais – investigue se um número de contabilidade específico adiciona informações ao conjunto disponível aos investidores.Os modelos de avaliação usados ​​para estruturar os testes geralmente consideram o valor de mercado comouma referência para avaliar em que medida os valores contábeis específicos refletem as informações usadas poros investidores (Barth, 1994; Venkatachalam, 1996; Amir, Harris & Venuti, 1993). Contudo,Barth, Beaver e Landsman (2001) apontam que o interesse na relevância do valor pode estar relacionadoao exame dos níveis de preços, a fim de determinar o que se reflete no valor doempresa ou no exame de mudanças de preços ou retornos para identificar o que se reflete nas mudançasem valor durante um período de tempo.Um modelo de avaliação amplamente aplicado pela comunidade científica é o de Ohlson (1995)modelo e seus refinamentos subsequentes (Feltham & Ohlson, 1995; Feltham & Ohlson, 1996;Ohlson, 1999). Ohlson (1995) desenvolveu o modelo Residual Income Valuation (RIV) paraavaliar o valor das empresas pela soma do valor contábil do patrimônio líquido com o presente


Página 4

4www.congressousp.fipecafi.orgvalor dos lucros residuais esperados (anormais). Segundo Galdi, Teixeira e Lopes (2008),a principal premissa desse modelo é o conceito de excedente limpo que impõe que todosas transações que promovem variações no patrimônio líquido da empresa passam pelas contas de resultado.O modelo representa o valor da empresa como uma função linear do valor contábil dapatrimônio líquido e o valor presente dos lucros anormais futuros esperados. Consideramercados de capitais perfeitos, mas permite mercados para produtos imperfeitos, para um número finito deperíodos.De acordo com Barth, Beaver e Landsman (2001), o modelo possui premissas adicionais dea dinâmica linear da informação e o valor da empresa podem ser reafirmados como umafunção do valor contábil do patrimônio líquido, lucro líquido, dividendos e outras informações. Também mostraque a avaliação com base no balanço e os lucros representam os dois casos extremosresultante das hipóteses limitantes quanto à persistência de ganhos anormais. Há simnenhuma dependência de um conceito de ganhos permanentes ou valores de ativos e passivos, então omodelo é expresso em termos de lucro contábil e valor contábil. No entanto, os autores apontamfora que não existe um modelo bem aceito de avaliação de ações em imperfeitas e incompletasmercados. Nesse sentido, o modelo de Ohlson é usado por pesquisas de relevância de valor como base parateste, com modificações frequentes na estimativa das especificações da equação para incorporarpotenciais não linearidades na configuração particular que está sendo examinada.Nesse contexto, a relevância do valor tem sido objeto de pesquisas relacionadas a diversos temas.Um deles é o valor justo das pensões e outras obrigações pós-aposentadoria, principalmente paraverificar se os ativos e passivos da previdência social e os passivos das demais obrigações sãopercebidos pelos investidores como ativos e passivos da empresa. Amir (1993) percebeu issorelacionamento e complementou a constatação de que esses ativos e passivos têm diferentespreços de outros ativos e passivos reconhecidos, e seus múltiplos de preços tendem a sermais baixo.Outra corrente de pesquisa se dedica a estudar a relevância do valor relacionado aos valores justosde títulos de dívida e de capital, especialmente aqueles detidos por bancos e companhias de seguros(Barth, 1994; Ahmed & Takeda, 1995; Nelson, 1996; Barth & Clinch, 1998). Consistentementee, por unanimidade, estudos comprovam que os investidores percebem estimativas de valor justo para essestítulos como mais relevantes do que os custos históricos.As estimativas do valor justo dos empréstimos bancários também fazem parte dos estudos de value relevant.Barth, Beaver e Landsman (1996) descobriram que os investidores observaram os valores justos do bancoemprestando mais relevância e confiabilidade do que custos históricos, embora Eccher, Ramesh eThiagarajan (1996) e Nelson (1996) encontraram resultados diferentes.Venkatachalam (1996) estudou a relevância do valor do valor justo dos derivativos,principalmente para verificar a confiabilidade das estimativas adotadas, uma vez que a tecnologia de estimaçãoe os mercados para esses instrumentos estão em constante desenvolvimento. O autor descobriu queos investidores percebem os valores justos dos derivativos como refletindo o cenário econômicovalores com mais precisão do que seus valores nocionais.Collins, Maydew e Weiss (1997) investigaram mudanças sistemáticas no valorrelevância dos lucros e valores contábeis ao longo do tempo. Com base em uma amostra entre 1953 e1993, os autores descobriram que a relevância combinada do valor dos lucros e valores contábeisnão diminuiu, e os resultados mostraram sinais de um pequeno aumento.Aboody e Lev (1998) discutiram a relação da relevância do valor com aspectos não financeirosativos intangíveis, considerando que os custos dos ativos intangíveis como softwares egoodwill são relevantes para os investidores e refletem os valores dos ativos intangíveis implícitos no estoquepreços, com algum nível de confiabilidade.Fillip e Raffournier (2010) estudaram a relevância do valor dos lucros em BucaresteBolsa de Valores. Eles descobriram que a associação entre lucros contábeis e retornos de ações

-ad-


Página 5

5www.congressousp.fipecafi.orgé comparável aos níveis relatados por estudos em mercados maduros, e que é maior paratítulos emitidos por pequenas empresas. Chandrapala (2013) examinou o efeito deconcentração de propriedade e tamanho da empresa na relevância do valor do lucro e livrovalor para as empresas listadas na Bolsa de Valores de Colombo, no Sri Lanka, de 2005 a 2009.Os resultados mostraram que a relevância do valor das empresas concentradas nopropriedade é maior do que a das empresas não concentradas na propriedade.Chebaane e Othman (2014) estudaram o efeito da adoção obrigatória deNormas Internacionais de Contabilidade sobre a relevância do valor dos lucros e o valor contábil depatrimônio líquido na região asiática e africana. As evidências apontam que o aumento do valornível é positivamente influenciado por um sistema legal de direito comum, o alto nível deabertura econômica, forte proteção ao investidor e proteção total dos acionistas minoritáriose um sofisticado mercado de capitais.Elbakry et al. (2017) comparou a relevância do valor das informações contábeis emAlemanha e Reino Unido após a adoção obrigatória do IFRS em três diferentesversões do modelo linear de avaliação patrimonial. Primeiro, ele usou o modelo básico de Ohlson, usado como ummodelo de referência que regula o preço das ações ou valor de mercado por ação em dois principaisvariáveis: valor patrimonial por ação e lucro por ação, como principais variáveis ​​explicativas.Em segundo lugar, ele modificou esta expressão simples, incluindo um conjunto de variáveis ​​contábeiscondicionamento, como alavancagem financeira e pagamento de dividendos, para investigar a influência deoutros preços de informações contábeis. E em terceiro lugar, eles desenvolveram uma avaliação de capital estendidamodelo, simultaneamente adicionando um grupo de fatores contábeis e macroeconômicos ao de Ohlsonregressão básica.Os resultados revelaram: (i) sob o modelo básico de Ohlson, o valor contábil do patrimôniodiminuiu, substituído pelo crescimento dos lucros na Alemanha e no Reino Unido; (ii)sob o modelo modificado, um aumento no valor dos lucros e os valores contábeis aumentaram nolongo prazo no Reino Unido, e (iii) sob o modelo estendido, o poder preditivo devalor contábil no Reino Unido aumentou, no entanto, o impacto dos indicadores econômicos foimais perceptível no aumento da relevância do valor dos lucros reportados pela Alemanha.Considerando as extensões da pesquisa de relevância de valor, percebe-se queimportância de conhecer novos fatores que podem influenciá-lo. Uma vez que a educação financeira é diretamenteem relação ao mercado de ações, como se verá mais adiante, é importante saber seu impacto no valorrelevância.2.2. Letramento financeiroA literatura tem adotado diferentes definições de educação financeira. Lusardi e Mitchel(2014) definiu educação financeira como “a capacidade de processar informações econômicas e fazerdecisões informadas sobre planejamento financeiro, dívida de acumulação de riqueza e pensões “.definições deixam claro que a educação financeira não deve falar apenas sobre a gestão derenda pessoal e despesas no curto prazo, mas também o planejamento de longo prazo deindivíduos e famílias, incluindo aposentadoria. Neste contexto, decisões de investimento inteligentessão importantes para o bem-estar da sociedade. Lusardi e Mitchell (2014) enfatizam quea educação financeira é um fator crítico para a segurança na hora da aposentadoria.Hastings, Madrian e Skimmyhorn (2013) enfatizam que a educação financeira éassociado a (i) conhecimento de produtos financeiros; (ii) conhecimento de conceitos financeiros, taiscomo inflação, diversificação, pontuação de crédito, etc. e, (iii) habilidades matemáticas necessárias para fazerdecisões e fazer um planejamento financeiro adequado. Os autores também apontam que financeiroa alfabetização ganhou importância à medida que os mercados financeiros se tornam mais complexos, assim como oA importância da decisão individual sobre aposentadoria e poupança também aumentou. Este movimentofoi acentuado após a crise financeira de 2008. Kimiyaghalam e Safari (2015) destaque

-ad-


Página 6

6www.congressousp.fipecafi.orga definição ampla da Jump $ tart Coalition for Personal Financial Literacy, que temadotado na literatura, que abrange os quatro tópicos listados acima. Por esta definição,alfabetização financeira seria “a capacidade de usar conhecimentos e habilidades para gerenciar suas finançasrecursos efetivamente para a segurança financeira vitalícia “.Campbell (2006) apresentou como um dos erros financeiros cometidos pelos investidores apropensão a investir em empresas locais e nas ações das empresas de seusempregadores, levando a uma diversificação inadequada dos riscos. Educação financeira, portanto, porampliando a possibilidade de maior diversificação, pode levar os investidores a uma abordagem mais adequadaanálise das ações a serem investidas. Seria de se esperar que esta análise mais precisaestaria refletido em um valor de relevância maior das informações contábeis.O indicador de alfabetização financeira da OCDE é baseado em três grandes conjuntos de perguntas. oo primeiro bloco, chamado de conhecimento financeiro, visa medir o conhecimento sobre a divisão eproporção, valor do dinheiro ao longo do tempo, taxas de juros e inflação, risco, retorno ediversificação. No segundo bloco, denominado comportamento financeiro, as questões se relacionamao planejamento de compras, pagamento de contas em dia, grau de atenção do indivíduoplanejamento financeiro e estabelecimento de metas de longo prazo. O terceiro e último bloco, chamadoatitudes financeiras, cobre questões relacionadas à propensão entre gastos ou economias,indicando se os indivíduos em suas decisões financeiras enfocam o curto ou longo prazo. oIndicador da OCDE, abordando três grupos de questões relacionadas às três dimensões daeducação, apresenta uma medida que cobre os três aspectos destacados por Hastings, Madriane Skimmyhorn (2013). Além disso, este indicador é calculado para vários países com ummetodologia única. Assim, o indicador OCDE pode ser considerado um proxy adequado paraletramento financeiro.2.3. Educação financeira e participação no mercado de açõesA literatura tem apontado que um maior grau de alfabetização financeira aumenta opropensão dos indivíduos a investir no mercado de ações. Van Rooji et al. (2011), confirmou issotendência através de um estudo no mercado holandês. Neste estudo, os autores demonstraram que aquelesindivíduos com baixa educação financeira eram menos propensos a investir em ações.Na mesma linha, Bellofatto et al. (2018), em uma pesquisa na Bélgica, mostraram que aquelesindivíduos com maior educação financeira subjetiva (autodeclarada) investem maisde forma inteligente, mesmo depois de controlar por gênero, idade, valor do investimento, educação formal eexperiência em negociação.Mahdzan e Tabiani (2013) e Sekita (2011) identificaram comportamento semelhante emMalásia e Japão, respectivamente. Esses estudos focaram na propensão a economizar, masidentificaram que o comportamento se espalha em relação ao mercado de ações, ou seja, uma maior propensãopois a poupança também representa maior uso do mercado de ações. Lusardi e Mitchell (2008)identificaram que mulheres com maior alfabetização financeira tendem a realizar melhor planejamento financeiro.Para os autores, um melhor planejamento financeiro está atrelado a um maior investimento no estoque.mercado visando a aposentadoria.Considerando o acima, a alfabetização financeira pode ser associada a uma maior e maisacesso consciente ao mercado de capitais, incluindo o mercado de ações. Considerando que oo conteúdo informativo das demonstrações financeiras reflete a posição financeira daempresas, a educação financeira pode se traduzir em um melhor uso da contabilidadeinformações na decisão de investimento. Com isso, estabelece-se a hipótese de pesquisaabaixo:H 1 : Países com maior grau de alfabetização financeira têm maior relevância de valorde números contábeis.


Página 7

7www.congressousp.fipecafi.org3. PROJETO DE PESQUISA3.1. Amostra e dadosBaseamos nossas inferências em uma amostra de 15.371 empresas de 27 países, tomando operíodo de análise os anos de 2012 a 2017, totalizando 71.534 empresa-ano de observação. oos dados da empresa foram coletados do banco de dados Capital IQ. Com exceção da China eCanadá, os outros países adotam as IFRS. No entanto, o padrão de contabilidade chinês ésubstancialmente alinhado com o IFRS (IFRS, 2018) e, em relação ao Canadá, o país temadotou normas internacionais parcialmente em 2011 e integralmente em 2015. Por esse motivo, não éEspera-se que as normas contábeis desses dois países influenciem os resultados do estudo.A Tabela 1 mostra os países da amostra, seu indicador de alfabetização financeira da OCDE eo número de observações. Percebe-se que o menor nível de alfabetização financeira foiatribuído à Polónia, enquanto o índice mais elevado é o da França. China representa a maioriapaís representativo da amostra, com 18.861 observações.Tabela 1 – Informações por paísPaísFinanceiroAlfabetizaçãoÍndiceNúmerodoobservaçõesÁustria14,2270Bélgica14,3488Brasil12,11.151Ilhas Virgens Britânicas1381Canadá14,69.525China14,418.861Croácia12286República Checa12,639Estônia13,486Finlândia14,8635França14,92.706Hong Kong14,46.065Hungria12,4118Jordânia12,6613Letônia13,396Lituânia13,5127Malásia12,34.724Países Baixos13,4584Nova Zelândia14,4511Noruega14,6705Polônia11,63.119Portugal14196Rússia12,2875Coreia do Sul14,49.883Tailândia12,83.053Peru12,51.638Reino Unido13,15.099Observações totais71.534Max14,9Min11,6Média13,4Mediana13,43.1. MetodologiaO modelo geral utilizado no estudo seguiu Onali et al. (2017) e é detalhado emEquação 1.

-ad-

--
-

Página 8

8www.congressousp.fipecafi.org(1)Onde:representa o preço das ações da empresa i no último dia de março de t + 1 ;representa o lucro por ação da empresa i no ano t ;representa o valor contábil por ação da empresa i no ano t ;υ representa o termo de erro.Os 27 países foram segregados entre aqueles países que têm educação financeiraindicadores acima ou iguais à mediana de 13,4 (Estônia, Holanda, Lituânia, Portugal,Áustria, Bélgica, China, Hong Kong, Nova Zelândia, Coreia do Sul, Canadá, Noruega, Finlândiae França, totalizando 14 países) e abaixo da mediana (Polônia, Croácia, Brasil,Rússia, Malásia, Hungria, Turquia, República Tcheca, Jordânia, Tailândia, Ilhas Virgens Britânicas,United Kingdon e Letônia, totalizando 13 países).A comparação de uma relevância de valor superior ou inferior seguiu Holthausen e Watts(2001), que apontou como forma de mensuração do fenômeno por meio. De acordo comautores, os números contábeis com maiores têm uma relevância de valor maior.4. RESULTADOSA Tabela 2 mostra as estatísticas descritivas das variáveis ​​quantitativas. A fim de minimizarno efeito de outliers, a winsorização das variáveis ​​foi realizada a 1%. Pode ser vistoque países com educação financeira acima da mediana apresentaram maiores valores médios deValor do livro (, Lucro por ação (e preço (. O número deobservações da amostra de países com a maior educação financeira também foi maiordo que a segunda amostra (50.642 versus 20.892 observações), uma vez que os países coma maioria das observações, como China, Canadá e Coréia do Sul, fazem parte desse grupo.Tabela 2 – Estatística Descritiva Geral de Variáveis ​​QuantitativasValor do livro()Ganhos porCompartilhar ()Preço()Alfabetização financeira acima da mediana n = 50.642Significar16,9510,90223,607Mediana1,890,064,55Min0,005-12,200,028Max364,529,4406,79p.250,65-0,0361,11p.759,480,40814,43SD50,2734.57361,175cv2.9655.0672.591Alfabetização financeira abaixo da mediana n = 20.892Significar10,9180,64714,490Mediana1,450,0471,78Min0,005-12,20,028Max364,529,4406,79p.250,338-0,0090,43p.755,460,3978.075SD41.7163.79147.843cv3.8205,8543.301Amostra completa n = 71.534Significar15,1890,82820.945


Página 9

9www.congressousp.fipecafi.orgMediana1,760,063,64Min0,005-12,20,028Max364,529,4406,79p.250,542-0,0240,775p.757,660,40512,48SD48.0104.36057.750cv3,1605,2662.757Nota:representa o valor contábil por ação;representalucro por ação erepresenta o preço da ação, ajustado pordividendos, 90 dias após a data do balanço. Todas as variáveisforam winsorizadas no nível de 1%.A Tabela 3, por sua vez, apresenta a matriz de correlação entre as variáveis. Os dados mostram umcorrelação alta, positiva e significativa entre as principais variáveis ​​do modelo, nomeadamenteValor do livro (, Lucro por ação (e preço (. A variável financeiraalfabetização, fixada por país, apresenta, como esperado, baixo, embora positivo e significativocorrelação.Tabela 3 – Matriz de correlaçãoVariáveisLivroValorEpsPreçoLucro por ação (EPS)0,6424 ***Preço0,8055 ***0,6823 ***Multado0,0509 *** 0,0230 *** 0,0722 ***Nota:representa o valor contábil por ação;representa ganhospor ação erepresenta o preço das ações, ajustado por dividendos, 90dias após os dados do balanço. Essas variáveis ​​foram winsorizadas em 1%nível. Multado representa o índice de alfabetização financeira. *, ** e *** denotamsignificância a 10%, 5% e 1%, respectivamente.A Tabela 4 mostra o resultado das estimativas do modelo considerando os 27 países segregadosentre aqueles com maior e menor grau de educação financeira tendo como ponto de corte omediana. Seguindo Onali et al. (2017) os testes de Hausman foram realizados para identificar a maioriaapropriado entre os modelos de efeitos fixos e de efeitos aleatórios e o teste de Breusch-Pagan,comparar os efeitos aleatórios e os modelos OLS. Os testes indicaram que os efeitos fixosoferece a melhor estimativa.Em todos os casos (abaixo da mediana, acima da mediana e na amostra completa) os resultadosdemonstrar a existência de relevância de valor dos números contábeis, uma vez que os parâmetrosassociado às variáveis ​​explicativas esão positivos e significativos.Tabela 4 – Resultados da regressão – todos os países(uma)(b)(c)VariáveisAcimaMedianaAbaixoMedianaAmostra CompletaValor do livro ()0,69544 *** 0,5483 *** 0,6699 ***(103,35)(53,03)(118,63)Lucro por ação()1,54196 *** 1,4142 *** 1,5081 ***(43,24)(27,96)(51,19)Anos manequinsincluídoIncluídoincluído


Página 10

10www.congressousp.fipecafi.orgSem obs.50.64220.89271.534R 2 dentro0,31600,22850,2961R 2 entre0,68490,75310,6981R 2 geral0,67480,73230,6865Nota:representa o valor contábil por ação;representa ganhospor ação erepresenta o preço das ações, ajustado por dividendos, 90dias após os dados do balanço. Essas variáveis ​​foram winsorizadas em 1%nível. Multado representa o índice de alfabetização financeira. O modelo (a) inclui opaíses cujo índice de alfabetização financeira (multado) está acima da mediana;modelo (b) inclui os países cujo índice de alfabetização financeira (multado)estão abaixo da mediana; o modelo (c) inclui todos os 27 países.*, ** e *** denotam significância a 10%, 5% e 1%, respectivamente.No entanto, os resultados indicam que a educação financeira não melhorou o valorrelevância da informação contábil. Para os países com a maior educação financeira,o poder explicativo das variáveise, conforme medido pelo deregressão, foi ainda menor do que a encontrada na amostra com países com menoreducação, diferente do esperado.A ausência de diferença significativa na relevância do valor dos números contábeisnos dois grupos de países pode ser atribuído a alguns fatores. Em primeiro lugar, quanto maior ou menorparticipação de investidores estrangeiros na bolsa de valores de um país pode influenciar essa relevância, uma vez queos investidores estrangeiros podem ter uma educação financeira maior ou menor do que a atribuída aopaís de negociação de ações.Além disso, o indicador de educação financeira, embora englobe aspectos deconhecimento financeiro e acúmulo de riqueza, não está diretamente associado nem mesmoconhecimentos elementares de contabilidade. Essa possibilidade leva à discussão de queiniciativas de educação, uma vez que visam ajudar os indivíduos a decidir melhor sobre seu futuroinvestimentos e economias, poderiam abranger o conhecimento contábil.Para melhor compreender o fenômeno, realizamos análises adicionais emem relação ao grupo de países para os quais foi calculado o indicador de educação financeira.Nós segregamos a amostra entre países emergentes e países em desenvolvimento, de acordo coma classificação do Fundo Monetário Internacional – FMI.A Tabela 5 mostra a segregação dos países com seus indicadores de alfabetização financeira. Podeser visto que os países emergentes como a China têm um indicador comparável ao desenvolvidopaíses, enquanto a República Tcheca, por exemplo, tem um fenômeno oposto (um desenvolvidopaís com índice de alfabetização financeira semelhante para países em desenvolvimento).Tabela 5 – Informações por paísPaíses desenvolvidosFinanceiroÍndice de Alfabetização(Multado)EmergentePaísesFinanceiroÍndice de Educação(Multado)Áustria14,2Brasil12,1Bélgica14,3China14,4Ilhas Virgens Britânicas 13Croácia12Canadá14,6Hungria12,4República Checa12,6Jordânia12,6Estônia13,4Polônia11,6Finlândia14,8Rússia12,2França14,9Tailândia12,8Hong Kong14,4Peru12,5Letônia13,3Lituânia13,5


Página 11

11www.congressousp.fipecafi.orgMalásia12,3Países Baixos13,4Nova Zelândia14,4Noruega14,6Portugal14Coreia do Sul14,4Reino Unido13,1Max14,9Max14,4Min12,3Min11,6Média13,84Significar12,51Mediana14,1Mediana12,4Após segregar os dois grupos, novas medianas foram calculadas considerando opaíses presentes em cada um deles. Esses valores também são apresentados na tabela 5.O mesmo modelo apresentado na seção 3 foi calculado para o grupo de emergentespaíses e o resultado da regressão é apresentado na Tabela 6.Tabela 6 – Resultados da regressão – países desenvolvidos(uma)(b)(c)VariáveisAcimaMedianaAbaixoMedianaTodosdesenvolvidopaísesValor do livro ()0,7083 ***0,5569 *** 0,6980 ***(82,37)(34,60)(94,11)Lucro por ação()1,4655 ***1,5012 *** 1,4722 ***(32,41)(18,96)(37,76)Anos manequinsincluídoincluídoincluídoSem obs.30.78811.03241.820R 2 dentro0,32820,21900,3147R 2 entre0,69860,53070,6886R 2 geral0,68060,54040,6726Nota:representa o valor contábil por ação;representa ganhospor ação erepresenta o preço das ações, ajustado por dividendos, 90dias após os dados do balanço. Essas variáveis ​​foram winsorizadas em 1%nível. Multado representa o índice de alfabetização financeira. O modelo (a) inclui opaíses cujo índice de alfabetização financeira (multado) está acima da mediana;modelo (b) inclui os países cujo índice de alfabetização financeira (multado)estão abaixo da mediana; o modelo (c) inclui todos os 18 países desenvolvidos.*, ** e *** denotam significância a 10%, 5% e 1%, respectivamente.Os resultados mostram que, em todos os casos, o fenômeno da relevância do valor está presente, uma vez que aparâmetros associados às variáveis ​​contábeis foram positivos e significativos, demonstrandoque influenciam o preço das ações. Analisando os modelos de forma segregada, pode serobservou que, para o grupo de países em desenvolvimento, o modelo apresenta valor superiorrelevância para países com educação financeira acima da mediana (modelo a), conforme mostrado pelode 68% neste grupo contra 54% no grupo de países com menor financeiroalfabetização (modelo b). Nesta amostra de países, os resultados indicam, portanto, que uma maioralfabetização financeira pode se refletir em um maior uso de informações contábeis para investimentostomando uma decisão.É importante notar que o Canadá representa um grande volume de observações nogrupo de países desenvolvidos. Além disso, no período em análise, seu padrão contábilnão estava totalmente em conformidade com as IFRS. Excluindo o Canadá da amostra e encontrando um novo


Página 12

12www.congressousp.fipecafi.orgmediana, o modelo não apresenta diferenças significativas, comprovando que é um efeito comumna amostra de países desenvolvidos. EuA mesma abordagem foi então aplicada aos países emergentes no grupo de paísespara o qual a OCDE estabeleceu o indicador de alfabetização financeira. A Tabela 7 apresenta oresultados dos modelos.Tabela 7 – Resultados da regressão – países emergentes(uma)(b)(c)VariáveisAcimaMedianaAbaixoMedianaTodosemergentepaísesValor do livro ()0,5668 ***0,5107 *** 0,5200 ***(42,94)(28,34)(60,97)Lucro por ação()1,6376 ***1,5900 *** 1,6228 ***(30.08)(16,75)(37,93)Anos manequinsincluídoincluídoincluídoSem obs.24.2835.43129.714R 2 dentro0,22940,25420,2424R 2 entre0,39210,80100,7237R 2 geral0,43270,78030,7253Nota:representa o valor contábil por ação;representa ganhospor ação erepresenta o preço das ações, ajustado por dividendos, 90dias após os dados do balanço. Essas variáveis ​​foram winsorizadas em 1%nível. Multado representa o índice de alfabetização financeira. O modelo (a) inclui opaíses cujo índice de alfabetização financeira (multado) está acima da mediana;modelo (b) inclui os países cujo índice de alfabetização financeira (multado)estão abaixo da mediana; o modelo (c) inclui todos os 9 países emergentes.*, ** e *** denotam significância a 10%, 5% e 1%, respectivamente.Percebe-se que para o grupo de países emergentes, o efeito da educação financeiraé ainda menor quando comparado à amostra global. Diferentemente do esperado, opoder explicativo das variáveiseforam menores para países com maioreducação financeira. Os resultados indicam que, nesses países, a alfabetização financeira não érefletido nas decisões de investimento com base em dados contábeis, de modo que a relevância do valor não éfortalecido por este tipo de habilidade. O fato de que esses países, ao contrário dos países desenvolvidos,tem uma participação menor de investidores estrangeiros, também pode explicar esse resultado, uma vez que o comportamento doO mercado de ações está mais dependente do comportamento dos investidores do próprio país.É importante destacar que a China representa um grande volume de observações no grupodos países emergentes. Além disso, seu padrão contábil, embora semelhante, não completaconformidade com o IFRS. Excluindo a China da amostra e encontrando uma nova mediana, o modelonão apresenta diferenças significativas, comprovando que é um efeito comum na amostra dePaíses emergentes. iiCom isso, concluímos que a educação financeira se reflete em uma relevância de maior valorem países desenvolvidos, mas não em países emergentes. Este segundo grupo de países pode usarresultado para repensar os esforços de educação financeira em sua sociedade. A inclusão de mínimohabilidades contábeis nessas iniciativas podem ajudar a fortalecer o mercado de ações e também melhorarcapacidade dos indivíduos de fazerem escolhas conscientes sobre seus investimentos.A crescente importância dos sistemas de aposentadoria baseados mais nas finanças do indivíduoacumulação reforça a importância da educação financeira, inclusiveconhecimento de análise de desempenho empresarial.


Página 13

13www.congressousp.fipecafi.org5. CONCLUSÃOO presente estudo mostrou que, diferente do esperado, considerando o grupo depaíses para os quais a OCDE calcula o indicador de alfabetização financeira, não se reflete em ummaior relevância de valor das informações contábeis. No entanto, ao segregar a amostraentre países emergentes e em desenvolvimento, é evidente que nos países em desenvolvimento estafenômeno se apresenta, ou seja, em países desenvolvidos a educação financeira está associadacom maior valor de relevância das informações contábeis.Os países desenvolvidos geralmente têm um nível de educação superior em geral. O fato de queo resultado nos países desenvolvidos vem aderindo à hipótese de que a educação financeiramostra que o fenômeno de relevância de valor não deve ser associado apenas a formaleducação, mas sim com habilidades adicionais relacionadas a melhores escolhas financeiras. Extensões doo presente estudo pode considerar indicadores gerais de educação na segregação da amostra, a fim deconfirmar se a educação financeira interfere na relevância do valor da contabilidadeem formação. Além disso, estudos futuros podem avaliar quais fatores levaram os países emergentes atêm menor relevância de valor em países com educação financeira superior.O resultado do estudo apresenta argumentos complementares a importância para aperguntas feitas por Hasting et. al. (2013). Os autores questionam se os indivíduos podemgerenciar suas finanças, se há um papel para os governos ajudarem os indivíduos a alcançarmelhores retornos financeiros e, em caso afirmativo, como deve ser a intervenção governamental.Nesse contexto, os países emergentes podem usar os resultados desta pesquisa para reavaliar seusiniciativas de educação financeira. A crescente adoção de sistemas de pensões com base noacumulação de recursos pelo indivíduo (por exemplo, o chileno, o sueco, o norueguêse casos italianos) reforça essa importância, uma vez que os indivíduos serão mais responsáveis ​​porsua aposentadoria, exigindo escolhas financeiras mais conscientes. Hastings et al. (2013) apontamque a falta de educação financeira impede os indivíduos de maximizar seu bem-estar aofazendo escolhas financeiras erradas. Portanto, como resultado do estudo, a inclusão deSugere-se conhecimento contábil em iniciativas de educação financeira.O presente trabalho não está isento de limitações. Apesar dos esforços da OCDE em padronizar oquestionário e métodos de coleta para que o indicador pudesse ser comparável empaíses e, portanto, usado na identificação de fraquezas e oportunidades de melhoria edesenvolvimento de políticas públicas relacionadas à educação financeira, a própria OCDE (2016, p.2019)adverte que as diferenças de amostra e coleta de dados entre os países devem ser consideradasconta.Outra limitação do presente estudo está associada à apontada por Hasting et.al. (2013) que não é possível afirmar uma relação causal entre literacia financeira eresultados financeiros. O resultado do estudo demonstra a associação entre financeiroseducação e valorizar a relevância nos países desenvolvidos, mas deve-se considerar que estaefeito não pode ser dado diretamente. Além disso, deve-se considerar que parte das operações deum país é dado por investidores estrangeiros, que têm formação financeira diferente da deo próprio país. Extensões do presente trabalho podem considerar experimentos naturais para pesquisarpara relações causais entre fenômenos.REFERÊNCIASAboody, D. & Lev, B. (1998). A relevância do valor dos intangíveis: o caso do softwarecapitalização. Journal of Accounting Research 36 , 161–191.


Página 14

14www.congressousp.fipecafi.orgAhmed, AS & Takeda, C. (1995). Avaliação do mercado de ações de ganhos e perdas emtítulos de investimento de bancos comerciais: uma análise empírica. Jornal de Contabilidade eEconomics 20 , 207–225.Ali, A. e Hwang, L. (2000). Fatores específicos do país relacionados a relatórios financeiros erelevância do valor dos dados contábeis. Journal of Accounting Research, 38 (1), 2-21.Amir, E. (1993). A avaliação de mercado das informações contábeis: o caso da pós-aposentadoriaoutros benefícios além das pensões. The Accounting Review, 68 , 703–724.Amir, E., Harris, TS & Venuti, EK (1993). Uma comparação da relevância de valor dos EUAversus medidas contábeis não-US GAAP usando o formulário de reconciliações 20-F. Diário dePesquisa Contábil, 31 , 230-264Ball, R. & Brown, P. (1968). Uma avaliação empírica dos números do lucro contábil. Diárioof Accounting Research 6, 159-178.Barth, ME (1994). Contabilidade de valor justo: evidências de títulos de investimento e osavaliação de mercado dos bancos. The Accounting Review 69, 1–25.Barth, ME & Clinch, G. (1998). Ativos financeiros, tangíveis e intangíveis reavaliados:Associações com preços de ações e estimativas de valor não baseadas no mercado. Diário deAccounting Research 36 , 199–233.Barth, ME, Beaver, WH & Landsman, WR (1996). Relevância do valor do valor justo dos bancosdivulgações segundo o SFAS 107. The Accounting Review 71 , 513–537.Barth, ME, Beaver, WH e Landsman, WR (2001). A relevância do valorliteratura relevante para a definição de padrões de contabilidade financeira: outra visão. Diário decontabilidade e economia, 31 (1-3), 77-104.Barth, ME, Landsman, WR, & Lang, MH (2008). Normas Internacionais de Contabilidadee qualidade contábil. Journal of Accounting Research, 46 (3) , 467-498.Bellofatto, A., D´Hondt, C. & De Winne, R. (2011). Literacia financeira subjetiva e varejocomportamento do investidor. Journal of Banking & Finance, 92 , 168-181.Calvet, LE, Campbell, JY & Sodini, P. (2007). Para baixo ou para fora: avaliar o custo de bem-estar deerros de investimento doméstico. Journal of Political Economy, 115 (5) , 707-747.Campbell, JY, (2006). Finanças domésticas. The Journal of Finance, 61 , 1553-1604.Chandrapala, P. (2013). A relevância do valor dos ganhos e do valor contábil: a importância deconcentração de propriedade e tamanho da empresa. Journal of Competitiveness, 5 ( 2), 98-107.Chebaane, S., & Othman, HB (2014). O impacto da adoção das IFRS na relevância do valor delucro e valor contábil do patrimônio líquido: o caso dos mercados emergentes na África e na Ásiaregiões. Procedia-Social and Behavioral Sciences, 145 , 70-80.Collins, DW, Maydew, EL, & Weiss, IS (1997). Mudanças na relevância do valor deganhos e valores contábeis nos últimos quarenta anos. Jornal de contabilidade e economia,24 (1), 39-67.Elliott, J. & Hanna, J. (1996). Baixas contábeis repetidas e o conteúdo das informações deganhos. Journal of Accounting Research , 34 (Suppl.) , 135 155.Eccher, A., Ramesh, K. & Thiagarajan, SR (1996). Banco de divulgações de valor justoempresas. Journal of Accounting and Economics 22, 79-117.Elbakry, AE, Nwachukwu, JC, Abdou, HA, & Elshandidy, T. (2017). Comparativoevidências sobre a relevância do valor de informações contábeis baseadas em IFRS na Alemanha e naREINO UNIDO. Journal of International Accounting, Auditing and Taxation, 28 , 10-30.Feltham, GA & Ohlson, JA 1995. Avaliação e contabilidade limpa do excedente operacionale atividades financeiras. Contemporary Accounting Research, 11 , 689-732.Feltham, GA & Ohlson, JA 1996. Resolução da incerteza e a teoria da depreciaçãomedição. Journal of Accounting Research, 34 , 209–234.

-ad-


Página 15

15www.congressousp.fipecafi.orgFilip, A., & Raffournier, B. (2010). A relevância do valor dos ganhos em uma economia de transição:O caso da Romênia. The International Journal of Accounting, 45 (1) , 77-103.Galdi, F., Teixeira, A., & Lopes, A. (2008). Análise empírica de modelos de valuation noambiente brasileiro: fluxo de caixa externa versus modelo de Ohlson (RIV). RevistaContabilidade & Finanças, 19 (47), 31-43.Hastings, JS, Madrian, BC & Skimmyhorn, WL (2013). Literacia financeira, financeiraeducação e resultados econômicos. Annual Review of Economics, 5 , 347-373.Holthausen, RW & Watts, RL (2001) A relevância da literatura de relevância de valor paradefinição de padrões de contabilidade financeira. Journal of Accounting & Economics, 31 , 3-75.FMI – Fundo Monetário Internacional. (2017). Banco de dados do World Economic Outlook. acessívelem: http://www.imf.org/external/pubs/ft/weo/2017/02/weodata/weoselgr.aspx . Acesso em20 de fevereiro de 2019.Fundação IFRS – IFRS. (2018). Aplicação IFRS em todo o mundo. Perfil de jurisdição:República Popular da China. Disponível em: https://www.ifrs.org/-/media/feature/around-the-world / jurisdição-profiles / china-ifrs-profile.pdf . Acesso em 21 de fevereiro de 2019.Kimball, SM & Shumway, T. (2010). Sofisticação do investidor e diversificação do viés doméstico,e quebra-cabeça de estoque do empregador. Disponível em SSRN: https://ssrn.com/abstract=1572866Kimiyaghalam, F. & Safari, M. (2015). Revisar artigos sobre definição de educação financeira esua medição. Comentários SEGi, 8 , 81-94.Lusardi, A. & Mitchell, OS (2008). Planejamento e educação financeira: como as mulheres se saem?American Economic Review, 98 (2) , 413–417.Lusardi, A. & Mitchell, OS (2011). Literacia financeira ao redor do mundo: uma visão geral.Journal of Pension Economics & Finance, 10 (4) , 497–508.Mahdzan, NS e Tabiani, S. (2013). O impacto da educação financeira na poupança individual:um estudo exploratório no contexto da Malásia. Transformações em Negócios e Economia,12 (1) , 41–55.Nelson, K., 1996. Contabilidade de valor justo para bancos comerciais: uma análise empírica deSFAS No. 107. The Accounting Review 71 , 161-182OCDE – Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (2016). OECD / INFEPesquisa de Competências de Educação Financeira de Adultos . Retirado dehttp://www.oecd.org/finance/oecd-infe-survey-adult-financial-literacy-competencies.htmOhlson, J. (1995). Lucros, valores contábeis e dividendos na avaliação patrimonial. ContemporâneoRevisão de contabilidade, 11 (2), 661-687.Ohlson, J., 1999. Sobre ganhos transitórios. Review of Accounting Studies 4 , 145–162.Onali, E., Ginesti, G., Vasilakis, C. (2017). Como devemos estimar modelos de relevância de valor?Insights de dados europeus. The British Accounting Review, 49 , 460-473.Sekita, S. (2011). Educação financeira e planejamento de aposentadoria no Japão. Journal of PensionEconomics & Finance 10 (4) , 637–656.Van Rooji, M., Lusardi, A. & Alessie, R. (2011). Educação financeira e mercado de açõesparticipação. Journal of Financial Economics, 101 , 449-472.Venkatachalam, M., 1996. Relevância de valor de divulgações de derivados de bancos. Diário deAccounting and Economics 22 , 327-355.i Resultados não relatadosii Resultados não relatados

---

Solicite mais informações

avatar
  Subscribe  
Notify of